O Vale do Douro é a primeira região vinícola demarcada e regulamentada no mundo, totalizando cerca de 250.000 ha, dos quais cerca de 45.500ha são vinha. A 14 de Dezembro de 2001, o Alto Douro Vinhateiro foi classificado pela UNESCO como Património Mundial. É nessa mancha património que se localiza a Quinta da Salada, a meio caminho entre as cidades de Lamego e Peso da Régua.

A Quinta da Salada reúne na sua origem e actualidade a tradição e a modernidade de uma Quinta do Douro, na posse da família há, pelos menos, 200 anos, está integrada na subregião do Baixo Corgo, com cerca de 9 hectares de vinhedos classificados com a letra B.

As castas aqui plantadas são as mais nobres da região – Tintas – Touriga Nacional (30%), Touriga Franca (30%), Vinhas Velhas (15%), Tinta Roriz (12%),Tinta Barroca (5%), Tinto Cão (2%), Tinta Amarela (2%) – Brancas – Malvasia Fina (2%), Gouveio (1%) e Viosinho (1%) .

As instalações da quinta são compostas por uma Casa dos Caseiros, que integra uma cozinha tradicional adaptada e modernizada, um armazém e lojas de apoio à actividade agrícola, pela Casa Principal, onde se localizam os salões adaptados para a actividade de enoturismo (Antigos lagares e Armazém) e pela Capela, cujo retábulo de valor e beleza incalculável foi doado ao Museu de Lamego, onde pode ser admirado.

A Quinta da Salada localiza-se no concelho de Lamego, freguesia de Cambres, a escassos 3km da cidade de Peso da Régua, uma das principais portas de entrada de turistas no Douro (Via Navegável do Douro e Linha de Caminho de ferro) numa zona de turismo consolidada, nas imediações de inúmeras Quintas com serviço de alojamento